Revolução proletária

Revolução proletária

A classe operária sujeito da revolução

O proletariado é a única classe revolucionária do nosso tempo. Só ele tomando o poder político em escala mundial e transformando radicalmente as condições e fins da produção, pode ser capaz de tirar a humanidade da barbárie em que está envolvida.

A idéia de que a classe operária é a classe do comunismo, de que o lugar que ocupa no capitalismo faz dela a única classe capaz de derruba-lo, é algo adquirido desde há mais de um século. Esta idéia aparece com força na primeira manifestação programática rigorosa do movimento oproletário: o Manifesto Comunista de 1848.

Herança da Esquerda comunista: 

O combate dos revolucionários diante da derrota da onda revolucionaria de 1917-23

Como assinalou Rosa Luxemburgo, a revolução russa foi "a primeira experiência da ditadura do proletariado na história mundial" (A revolução russa), se deve deduzir que qualquer revolução futura deverá tomar em conta esta primeira experiência e as lições que ela proporcionou.Visto que o movimento operário não tem o menor interesse em evitar a realidade dos acontecimentos, o esforço para entender essas lições deverá abraçar o conjunto do movimento revolucionário desde o seu início, para assimilar completamente o legado deixado pela revolução, que foi o resultado de anos de experiências penosas e de reflexões não menos caras.

Herança da Esquerda comunista: 

2. As condições da revolução proletária

Toda revolução social é o ato pelo qual a classe portadora das novas relações de produção estabelece sua dominação política sobre o conjunto da sociedade. A revolução proletária não escapa a esta definição, mas suas condições e objetivos diferem fundamentalmente das revoluções do passado.

Herança da Esquerda comunista: 

Páginas

Subscreva RSS - Revolução proletária