Quatro intervenções públicas da CCI no Brasil

Printer-friendly versionSend by email

A CCI realizou recentemente uma série de intervenções
públicas no Brasil, as
quais relatamos neste artigo. Foram três reuniões públicas sucessivas em três cidades diferentes (Salvador e Vitória da Conquista, na Bahia, e São Paulo) e uma apresentação seguida de um debate na Universidade Estadual do Sudoeste do Estado da
Bahia, na
cidade de Vitória
da
Conquista, por ocasião do "IIº encontro de estudantes
de
história do Estado de Bahia" (o tema do encontro era "as lutas sociais e suas expressões na história").

O tema das reuniões públicas era "Diante da crise mortal do capitalismo,
o
futuro pertence à luta de classes" e o da apresentação na universidade,
"As
origens e as características essenciais da Esquerda comunista internacional".

Esta intervenção no Brasil foi uma estréia para a CCI, e foi possível graças às iniciativas
de
nossos simpatizantes nesse país e à colaboração com um grupo proletário brasileiro chamado "Oposição Operária"

[1]

, o qual se
encarregou de
organizar as reuniões públicas.

Para esta primeira intervenção pública no Brasil, a CCI escolheu temas que lhe permitissem expressar o melhor possível sua visão histórica sobre a possibilidade e a necessidade da revolução proletária. Por isso, a exposição comum das três reuniões públicas, que pode consultar-se em nossa página Web em português, desenvolvia os aspectos seguintes:

1. Igualmente aos sistemas de exploração que o precederam, o capitalismo não é um sistema eterno;

2. A hora de sua derrubada pelo proletariado, única classe revolucionária da sociedade, soou há muito tempo. Se o proletariado não for capaz de cumprir com sua tarefa histórica, a situação atual levaria ao fim da humanidade;

3. As perspectivas contidas na situação atual se definem pelo desenvolvimento da luta de classes.

Em uma dessas reuniões públicas, a de Salvador, em seguida depois da apresentação da CCI, como estava previsto aconteceu a apresentação da Oposição Operária que pôs destaque, em particular, o papel fundamental da organização
da
classe operária em conselhos operários para
a
derrubada do capitalismo.

A apresentação na Universidade,
por sua parte, apoiou-se essencialmente no artigo de nossa página Web, "a Esquerda comunista e a tradição marxista", e tinha os eixos seguintes:

1. O que distingue às frações de esquerda das
demais organizações que se reivindicam do marxismo;

2. A esquerda comunista não era uma corrente única mas compreendia diversas expressões todas correspondendo ao esforço histórico da classe operária para o esclarecimento político ;

3. A contribuição da Esquerda comunista no desenvolvimento do patrimônio
político-teórico do
proletariado é muito importante e insubstituível.

 

Para dar conta
desses
quatro eventos,
pareceu-nos
melhor não
tratá-los separadamente,
mas referir as
questões e preocupações que
majoritariamente se expressaram e deram
lugar ao
debate. Mas antes
acreditamos
que é essencial fazer ressaltar a importância
dessas
reuniões tanto por sua assistência numerosa (muito numerosa às
vezes) como pelo caráter
participativo e
vivo
dos
debates que se
estenderam
além do
tempo previsto até o horário que as
circunstâncias locais o
permitiram.



[1]

Este grupo com o qual a CCI esta estabelecendo uma relação de discussão e colaboração políticas pertence claramente ao campo proletário por conta em particular de seu envolvimento no combate  internacionalista para a victória do comunismo. Por outro lado, ele demostra uma clareza significativa considerando a
natureza dos sindicatos e a mistificação democrática e eletoralista. Para consultar sua página web : http://opop.sites.uol.com.br/
.